top of page

A organização dos trabalhadores desempregados como mediação para a consciência de classe/The organization of unemployed workers as mediation for class consciousness

Atualizado: 4 de mar.


Autoras(res):

Deise Luiza da Silva Ferraz;

João Menna Barreto.


Resumo: Objetivamos analisar as determinações econômicas e políticas que tencionaram o movimento de constituição de uma consciência de classe em um estrato da população desempregada, mediada pela formação do Movimento dos Trabalhadores Desempregados [MTD]. Valemos-nos do debate marxista sobre classes sociais (CS) e consciência de classe, utilizando os estudos de Iasi (2006). A metodologia utilizada é própria da abordagem dialético-materialista, que se assenta em três pressupostos: a contradição, a totalidade e a historicidade. A condição de desempregados que impulsionou o movimento de fusão do grupo (discussão sartriana) é resultante da nova forma de organização da produção a qual implicou à classe trabalhadora tanto o movimento de regressividade na progressividade avançada quanto as possibilidades de organização para além das entidades sindicais. As CS estão instituídas ao mesmo tempo em que se instituem pela ação concreta de seus sujeitos, de modo que são necessárias ao capitalismo, mas - e tão somente - só se realizam enquanto mediações práticas, enquanto mediações contingentes.


Palavras-chave: Consciência de Classe; Subjetividade; Teoria crítica; Materialismo-dialético.



Posts recentes

Ver tudo

Prostituição: Para além do "ser ou não ser profissão".

Autoras(res): Marília Duarte de Souza; Deise Luiza da Silva Ferraz; Jade Mariá Pais Vaz de Melo. Resumo: Objetivamos analisar a prostituição enquanto atividade subsumida a um processo de produção e va

コメント


bottom of page