top of page

Linguagem, poder e ideologia: Uma análise crítica discursiva do Escola Sem Partido.

Atualizado: 4 de mar.

Autoras(res):

Cleverson Ramom Carvalho Silva.


Resumo: “Escola sem Partido” é um movimento político surgido em 2003, que em síntese, busca lutar contra a chamada “doutrinação ideológica”, supostamente promovida pelas escolas e universidades brasileiras. Considerando a linguagem como signo ideológico por excelência, este artigo buscou analisar criticamente o discurso veiculado pelo referido projeto, a partir do contexto social e político e do cartaz intitulado “Deveres do professor”. Para alcançar o objetivo, adotamos a perspectiva da Análise Crítica do Discurso, sustentada teoricamente por autores como Fairclough e Van Dijk. Ao final, os principais resultados apontaram para uma argumentação frágil, contraditória e impraticável, e que no seu discurso ecoa a voz conservadora e antidemocrática de uma parcela significativa da sociedade brasileira.


Palavras-chave: Escola sem partido; Análise crítica do discurso; Ideologia; Poder.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prostituição: Para além do "ser ou não ser profissão".

Autoras(res): Marília Duarte de Souza; Deise Luiza da Silva Ferraz; Jade Mariá Pais Vaz de Melo. Resumo: Objetivamos analisar a prostituição enquanto atividade subsumida a um processo de produção e va

Comments


bottom of page