top of page

Trabalho Comunitário em Ecovilas: Contradições, Impasses e Possibilidades na Noção de Autossuficiência.

Autoras(res):

Guilherme Smaniotto Tres;

Washington Jose´ de Souza;

Janaynna de Moura Ferraz.


Resumo: Nosso objetivo é delinear o conceito de trabalho comunitário nas ecovilas do Brasil. Para isso, consideramos três elementos: (1) orientação política para a autossuficiência; (2) orientação técnico-produtiva no trabalho autogerido e nas práticas econômicas plurais; e (3) orientação socioambiental centrada na recuperação da biodiversidade. Coletamos dados em quatro ecovilas durante 49 dias, por meio de um percurso metodológico de inspiração etnográfica com nota de campo e observação participante, seguido de monitoramento remoto por 22 meses. Nossa opção foi por procedimento flexível para coletar dinâmicas complexas de gestão e rotinas de vida por meio de diálogos entre pesquisadores e informantes. Os resultados mostram que o trabalho comunitário surgiu nas ecoaldeias como uma resistência à sociedade centrada no mercado, embora dele dependesse incidentalmente. Se por um lado existem tensões e contradições, por outro revelam uma forte prática organizacional que mostra possibilidades e formas de redefinir as relações entre os seres humanos, e entre organizações coletivas e ecossistemas, ao mitigar elementos de alienação sobre valores que inspirar a emancipação humana.


Palavras-chave: Trabalho Comunitário; Autogestão; Emancipação Humana.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prostituição: Para além do "ser ou não ser profissão".

Autoras(res): Marília Duarte de Souza; Deise Luiza da Silva Ferraz; Jade Mariá Pais Vaz de Melo. Resumo: Objetivamos analisar a prostituição enquanto atividade subsumida a um processo de produção e va

Comentários


bottom of page