top of page

A Rede.

     A Rede TraMa é composta pelos Grupos de Pesquisa NEC-TraMa/UFMG e NIP-TraMa/UFRN, que reúnem pesquisadoras e pesquisadores  das cinco regiões brasileiras, além de pesquisadores estrangeiros.

     O acrônimo TRAMA representa Trabalho, categoria basilar para a compreensão das contradições da sociedade capitalista. Já Marxologia é um neologismo que remete ao estudo rigoroso da obra e pensamento de Karl Marx. TRAMA, na literatura, significa a sucessão de acontecimentos, um enredo. Enquanto na produção, tramar é o ato de tecer, juntar os fios de um plano em um único tecido. Assim como “Rede” pode remeter ao digital, como também a rede de balançar, ou ainda um conjunto de pessoas que trabalham com um propósito em comum. REDE TRAMA, portanto, tem certa redundância, se considerarmos que ambas as palavras podem significar o ato de entrelaçar fios formando um tecido, mas não é um tecido qualquer, nossa rede trama a emancipação humana. 

 

     Nesses mais de dez anos de atividades, a Rede TraMa tem formado bacharéis/elas, mestres/as e doutores/as. Além disso, temos produzido artigos, capítulos de livros e livros socializando nossas pesquisas. Vocês poderão encontrar todos esses textos aqui. Nossa atuação também envolve a realização de atividades de extensão envolvendo militantes de movimentos sociais, sindicatos e trabalhadoras/es em geral que se interessam pela construção de consciência de classe e luta política.

 

     Se você já atua com pesquisa e está comprometido com o movimento de conhecer o real para nele atuar rumo a produção de uma sociedade emancipada, junte-se a nós. 

LOGO - NIP TRAMA (2).png

O Núcleo de Estudos Críticos Trabalho e Marxologia (Nec-TraMa), sob coordenação da professora Dr.ª Deise Luiza da Silva Ferraz (FACE/PPGA - UFMG), foi fundado em 2013 e é um espaço de produção de conhecimento científico radicalmente comprometido com a construção do devir da emancipação humana. No TraMa, se produz uma ciência da e para a classe trabalhadora que vai à raiz das contradições engendradas pelo modo de produção capitalista. 

 

 Para tanto, desenvolvem-se pesquisas a partir de múltiplos eixos, tais como:

  • Modo de Produção Capitalista e Estado

  • Avanço tecnológico, Relações-Organização do Trabalho e formas de resistência (lutas dos movimentos sindicais)

  • Legalidade e Ilegalidade de Setores Econômicos e Políticas de Segurança Pública

  • Classe Trabalhadora: saúde do trabalhador e da trabalhadora; educação e formação técnica

  • Lutas da Classe: formas de opressões (de gênero, raça, capacitismo, etarismo, xenofobismo...), formas de resistências (feminismo classista, antirracismo, anti-LGBTQIA+fobia, anticapacitismo, antixenofobismo...) e consciência de classe

  • Consciência de Classe e Ideologias: críticas à ciência, à religião, à moral e aos produtos das indústrias culturais

 

​Tem-se como pressuposto para a apreensão da realidade o estudo direto das obras de Marx (marxologia) e do debate contemporâneo marxistas.

 

Fazem parte do grupo: docentes; estudantes de ensino médio, graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado; e militantes sociais que buscam disseminar os resultados de pesquisa por meio de atividades e cursos de extensão sem ou em parceria com organizações sindicais, movimentos sociais e empreendimentos cooperativados autogestionários de trabalho.

O Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa: Trabalho e Marxologia (NIP-TraMa), sob coordenação da Professora Drª. Janaynna de Moura Ferraz (DEPAD/PPGA/PPGSS - UFRN), surgiu organicamente a partir do NEC-TraMa. O grupo de pesquisa foi formalizado junto ao CNPq/UFRN em 2023, mas suas primeiras atividades iniciaram em 2020, durante o período pandêmico. A atuação interdisciplinar se caracteriza pela atuação simultânea na Administração e no Serviço Social, como um coletivo de pesquisadoras e pesquisadores reunidos e comprometidos com a produção de uma ciência com e para a classe trabalhadora e atenta aos movimentos sociais e conflitos inerentes à sociabilidade capitalista.

O NIP-TraMa atualmente tem seis linhas de pesquisa:

  • Marxologia e Estudos Marxistas: as obras e categorias marxistas e as disputas no campo.

  • Modo de Produção Capitalista e Estado: Estado, políticas públicas e lutas políticas.

  • Opressão, resistências, consciência e lutas de classes: Movimentos sociais, e as lutas das mulheres, das pessoas racializadas, LGBT, pessoas com deficientes e demais formas de opressão no capitalismo. Feminismo classista, marxismo negro, marxismo LGBT. 

  • Saúde, Educação e Classe Trabalhadora: Processo de trabalho e saúde-doença; educação para além do capital. 

  • Tecnologia, Relações e Organização do Trabalho: As discussões sobre uberização, plataformização, prática empreendedora, crítica à inovação capitalista e colonialismo digital. 

  • Ética, Estética, Ciência e Ideologia: Discussões acerca da estética marxista. Sobre materialismo histórico. Ideologia em Marx. 

 

Compõem o grupo: docentes; pesquisadoras/es em formação em nível de mestrado e doutorado; estudantes de graduação e militantes sociais  que buscam disseminar os resultados de pesquisa por meio de atividades e cursos de extensão sem ou em parceria com organizações sindicais, movimentos sociais e empreendimentos cooperativados autogestionários de trabalho.

bottom of page